Gostou do conteúdo? Então compartilhe!

As reformas do governo federal tocam em temas importantes para o Brasil, mas não há convergência entre elas. Para especialistas ouvidos pelo DCI, ainda está difícil de enxergar qual o projeto de País e a estratégia de crescimento de longo prazo que o governo quer com essas mudanças.

Este cenário – somado às polêmicas e falta de coesão da gestão de Jair Bolsonaro (PSL) – levar a crer que a superação do baixo crescimento não virá tão cedo. A coordenadora do curso de economia do Insper, Juliana Inhasz, diz que ainda não está claro quais são as prioridades do governo. “Nós percebemos que há uma certa dispersão nas agendas econômica e social. O governo fala que a indústria está mal, mas não apresenta soluções”. Ela avalia que as reformas da Previdência e tributária são importantes, porém não vê diálogo entre as iniciativas. “Além disso, o governo tinha que implementar medidas de fomento à produtividade. Isso implica em ofertar educação de qualidade para a sociedade, cursos técnicos, de requalificação, etc”.
Para o coordenador do curso de Economia da FAAP, Paulo Dutra, as dubiedades existentes entre o ministro da Economia Paulo Guedes e Bolsonaro indicam que o projeto não está indo muito bem.

Fonte: DCI